Como começar um pequeno negócio.

Bem antes de abrir as portas, no meio físico ou e-commerce, o empreendedor precisa certificar-se de estar completamente preparado.

Mesmo assim é importante ter consciência de que apesar de seguir essa preparação muitas das vezes poderá dar errado.

Para administrar um negócio de sucesso o empreendedor deverá ser proativo e se adaptar às situações de mudança.

Muitas tarefas são necessárias antes da abertura das portas, desde a criação de um nome, um logotipo, qual a estrutura de negócios, elaboração de estratégia de marketing, enfim fazer a roda girar.

Para não ficar na tentativa de adivinhar por onde começar, nossa intenção neste artigo é oferecer, sem a pretensão de esgotar o assunto, etapas básicas aos empreendedores que desejam iniciar um novo negócio.

1 – Amadurecer a idéia

No momento em que está pensando em abrir o seu negócio, você já tem uma ideia do que deseja, ou pelo menos em qual mercado deseja entrar.

Faça uma busca por empresas que estão operando no seu nicho escolhido.

Aprenda o que eles estão fazendo e analise se você consegue fazer melhor. 

Se sua empresa pode entregar o produto ou serviço de forma diferenciada e em melhores condições ou ao menos de igual modo.

É importante saber o seu “Porque” está criando sua empresa se é para atender um porquê pessoal ou a um porquê do mercado. 

Quando o seu porquê é com foco em atender uma necessidade do mercado o escopo do seu negócio será maior que um negócio projetado para atender uma necessidade pessoal.

Em muitas oportunidades os empreendedores começam os seus negócios sem estar pensando em quem serão seus clientes e por que irão comprar.

É preciso deixar claro por que você deseja trabalhar com esses clientes, por que você tem paixão em tornar a vida das pessoas mais fácil. 

É o momento de esclarecer sua missão, definir como fornecerá valor a seus clientes e como comunicará esse valor de forma que eles estejam dispostos a pagar.

Nesta fase de refinar a ideia é que o empreendedor terá o entendimento se  é o negócio ideal a seguir ou em pensar em outras ideias.

2 – Criar seu plano de negócios

A ideia está definida, agora se perguntar sobre o real propósito do seu negócio, para quem você estará vendendo, quais seus objetivos, quantidade de recursos necessários. 

Todas  essas questões serão respondidas no seu plano de negócio.

Evite os erros que comumente são cometidos por aqueles que se precipitam e deixam de ponderar os aspectos do negócio.

Realize uma pesquisa de mercado ampla sobre seu campo de atuação e ainda obtenha dados demográficos dos clientes potenciais, isso vai ajudar a entender as necessidades, preferências e comportamento.

Além de entender seu setor, possibilita também conhecer os concorrentes.

As pequenas empresas que se sobressaem são aquelas que têm produtos ou serviços diferenciados da concorrência, gerando impacto significativo no cenário competitivo.

Na elaboração de seu plano é pertinente considerar a possibilidade de saída. 

O otimismo, entusiasmo no início do negócio aliado a certeza que tudo vai dar certo, nos faz esquecer de considerar a possibilidade de deixar o negócio.

Por exemplo, quando você vai viajar de avião, antes da decolagem os comissários de voo pedem nossa atenção para instruções em caso de emergência e nos mostram a atitudes que devemos tomar e localização das saídas de emergência, da mesma forma em edifícios comerciais é comum a brigada de segurança efetuar treinamentos de evacuação do prédio em caso de incêndio. 

Para o empreendedor do pequeno negócio é importante considerar rotas de saída, caso o previsto não ocorra da forma programada, ao perceber ele poderá ter condições de superar as dificuldades potenciais e o que é necessário para sustentar o andamento normal do seu empreendimento.

3- Considere seus recursos financeiros

Iniciar um negócio tem preço, é preciso relacionar todos os custos. Considere todos os meios de financiamento, se será com recursos que você guardou, se através de alguma linha de financiamento, ou obtendo ajuda familiar.

Considere também um montante para sua sustentação até o empreendimento começar a ter lucro e cobrir seus custos fixos e retirada de pró-labore.

Muitos negócios falham porque o dinheiro acaba antes de começar a ter lucro.

Calcule o ponto de equilíbrio ou seja verifique quanto de receita é preciso para cobrir as despesas. Esse é o ponto mágico, pois a partir daí você começará a obter lucro e onde pode definir as metas de produção necessárias.

Entender seu ponto de equilíbrio proporciona a resposta a questões como:

  • Lucratividade
  • Política de preço 
  • Custos
  • Montante a ser vendido para obter lucro

Atenção especial às despesas, gastar o estritamente necessário ou melhor o mínimo possível ao começar o que é essencial para o crescimento do negócio.

O capital inicial poderá vir de diversas fontes, capital próprio, financiamento de terceiros como investidores, financiamento colaborativos e ainda empréstimos bancários que apesar de poderem ser um bom ponto de partida se obtido com linhas de crédito com juros acessíveis.

Hoje aos atuais juros praticados no mercado não é aconselhável, pois estão na estratosfera, podendo inviabilizar o negócio. 

4 – Escolha a estrutura legal

Busque junto a escritórios de contabilidade o aconselhamento sobre a melhor escolha para registro de sua empresa. 

A escolha correta pode ajudar no que é mais adequado para suas necessidades atuais e objetivos de longo prazo.

O mais importante antes da escolha é entender as estruturas jurídicas disponíveis.

5 – Seguro Empresarial

Tenha um seguro empresarial adequado para o seu negócio. 

Às vezes é deixado para outro outro momento o que pode trazer fatos desagradáveis, pois sem  proteção fica mais difícil lidar com incidentes de danos a propriedade, roubos, acidentes de trabalho, etc.

Busque um corretor de seguros de sua confiança, ele poderá junto com você fazer a melhor escolha de seguro empresarial para sua empresa.

6 – Forme sua equipe

Se sua empresa foi projetada para ser conduzida por um único funcionário, você, não há necessidade inicial em contratar pessoal.

Com certeza você está criando uma empresa para alcançar alto crescimento e neste instante será necessário formar sua equipe. 

O produto mais valioso de uma empresa é seu pessoal, sua equipe, portanto forme com pessoas mais qualificadas que você. 

São eles que estarão ao seu lado trabalhando para atingir os objetivos propostos.

7 – Criar sua identidade e anunciar

Construa seu espaço na web.  

Um site da empresa ou uma página de negócios com todas as informações sobre a empresa, produtos ou serviços oferecidos para resolver problemas do seu cliente alvo é extremamente importante. 

Mais de 80% das buscas antes da decisão de compra ocorrem nos mecanismos de pesquisa, na mão do cliente em seus smartphones. 

Se você aparecer e oferecer condições de contato, maravilhas podem acontecer no crescimento de sua empresa.

Mídias Sociais 

Verifique em qual plataforma de mídia social seus consumidores estão presentes e atuantes, é o lugar que sua empresa deve estar.  

Comece a se comunicar com esse público, construindo relacionamento e criando oportunidades de negócios.

Importante, manter esses locais sempre atualizados, postando conteúdos interessantes e relevantes ao seu público.

8 – Expandir seu negócio

Como sugestão para expansão de sua empresa,  ler o artigo aqui, com maneiras de ajudar sua empresa crescer mais rápido. 

As dicas ajudam a preparar seu negócio para o crescimento, mas não existe o plano perfeito, é importante na condução de sua empresa a adaptação às situações de mudança.

Tenha como norte a solução de problemas, seja com seu produto ou serviço resolvendo problemas para seus consumidores ou resolvendo problemas dentro de sua organização.

Celio Bernardi

Sócio fundador boxcis.com

Boxcis
Author: Boxcis

Compartilhe este Post

Você quer mais negócios?

Ei, somos o Boxcis.

Nosso maior propósito é fazer sua empresa crescer!

Você quer isso para você?

Mais negócios na crise

Sobre o Boxcis

O Boxcis é uma plataforma constituída por um diretório de empresas dos segmentos de Comércio, Indústria e Serviços. Tem como base de clientes Associações, Sindicatos, Federações e Confederações Empresariais, que atuam para fortalecer a geração de negócios B2B, B2C, entre os membros participantes dessa grande rede associativista. O Boxcis gera oportunidades para Fabricantes, Fornecedores, Representantes, Importadores, Exportadores e Consumidores para a realização de negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.