Transformando o atendimento Odontológico: explorando a Odontologia Humanizada e muito mais

Nos últimos anos o atendimento odontológico passou por transformações significativas com os avanços tecnológicos e ênfase na prevenção e educação.

Essas mudanças melhoraram a qualidade de vida e a longevidade de quem mantém cuidados dentários adequados, resultando em tratamentos menos invasivos, materiais duradouros e maior compreensão das relações entre a saúde bucal e geral.

A atenção à prevenção contribuiu para a redução de doenças dentárias e condições crônicas, enquanto um sorriso saudável impacta na autoestima e interações sociais destacando o papel fundamental da odontologia na saúde e bem-estar.

Olá a todos eu sou Wilson do Boxcis, sejam bem-vindos ao nosso papo hoje temos o prazer de apresentar e contar com a expertise da cirurgiã dentista voltada ao atendimento na odontologia integrativa e humanizada a Doutora Milene Batschke da Dentalle Clínica Odontológica que vai responder às perguntas mais comuns e tirar dúvidas importantes sobre a saúde bucal, procedimentos dentários, dicas e cuidados com higiene oral.

A Doutora Milene também é especialista em Implantodontia e Reabilitação oral,  expert em halitose (famoso mau hálito) e imunidade bucal.

Vamos começar perguntando pelo que é ser dentista além dos dentes – DAD – e depois continuamos com os outros assuntos.

Não esqueça de curtir compartilhar, comentar e claro se inscrever para receber novos conteúdos.

Odontologia Humanizada

Wilson: Oi doutora Milene, tudo bem, poderia nos Explicar sobre o que é Odontologia humanizada e o significado de ser uma DAD –  dentista além dos dentes.O que seria?

Doutora Milene: Olá Wilson, o prazer é todo meu em poder esclarecer alguns assuntos e dúvidas sobre Odontologia por aqui.

Bem a odontologia nas últimas décadas se tornou uma área bastante voltada ao tratamento curativo ou seja voltado a tratar dos problemas já existentes.

O paciente procurava dentista quando já estava com problema estabelecido ou no estágio avançado da doença.

Esses atendimentos na odontologia convencional resumem-se a atacar os buracos e falta dos dentes, sem de fato descobrir e tratar a causa desse problema.

Além disso o atendimento ele fica muito engessado, sabe algo mais doloroso e oneroso no final das contas.

O paciente chega ao consultório do dentista, senta na cadeira e abre a boca. O profissional normalmente até realiza vários procedimentos em muitas consultas mas ele não conhece o seu paciente.

O dentista convencional foca somente nos dentes ou na falta dele e desconhece até mesmo o histórico que levou aquela condição.

Infelizmente a maioria dos nossos colegas não tem nenhum olhar completo da boca toda, o que é mais limitante ainda.

Então na odontologia humanizada e integrativa, o olhar do dentista é para o paciente como um todo.  

O foco é o paciente pois a boca não está separada do corpo e os dentes são elementos da cavidade oral onde os outros órgãos de tecidos também precisam ser adequadamente avaliados. 

A cavidade oral é além dos dentes, então o dentista com essa visão se aprofunda nos hábitos, no perfil psicológico e dados relevantes da saúde geral para chegar a um diagnóstico da saúde bucal e o melhor tratamento para cada paciente.

O plano de tratamento é individualizado, e o acolhimento é realizado de forma muito mais próxima.

Essa abordagem também é conhecida como integrativa, porque  pode envolver outras especialidades da odontologia,  assim como outros profissionais das áreas da saúde, certo. 

E quais situações?

Quando os achados clínicos e resultados dos exames apontarem necessidades no tratamento multidisciplinar.

O atendimento não é realizado de forma robotizada daquela maneira que eu falei antes, convencional onde o dentista nem consegue conversar com seu paciente.

Este paciente chega, fala a que veio e depois ele fica com a boca aberta durante as consultas. 

Eu sei disso porque por muitos anos trabalhei dessa forma, até o dia em que eu comecei a perceber que eu não estava devolvendo saúde de fato aos meus pacientes, mas somente consertando que estava estragado.

Literalmente tapando buraco. Quando o dentista trabalha dessa forma, mais cedo ou mais tarde o paciente volta com os mesmos problemas ou com a gravidade desses problemas sabe,  porque ele não está tratando a causa. 

Então essa frustração dos meus resultados, serviram para minha guinada profissional. 

Eu já não estava mais me sentindo realizada e não me conectava mais com essa odontologia curativa.  

O que me fez ir atrás daquilo que eu sempre acreditei, me fez mudar voltar a estudar e aprofundar naquilo que eu acreditava ser.

É parte da minha função como profissional da área da saúde, que é o que a gente é de fato. 

Então escutar o paciente, conhecer a sua saúde geral, do seu histórico, saber qual é o seu perfil emocional, seus hábitos e rotina, acabaram fazendo parte da minha consulta. Fazem parte hoje. 

A partir dali, as coisas começaram a fazer muito mais sentido e passei a ter resultados surpreendentes e mais satisfação profissional. 

Entendi que somente dessa forma eu posso oferecer um plano de tratamento com melhores resultados e devolver saúde bucal de verdade aos meus pacientes.

Então eu atualmente sou uma DAD, que significa “dentista além dos dentes” porque os meus atendimentos tem esse olhar, esse olhar mais humanizado mas cuidadoso, atencioso e completo. 

Nas minhas consultas eu também faço avaliação da saburra lingual, exame salivar, entre outros testes. 

Mau Hálito & Escovação

Wilson: Nossa muito interessante, fale mais sobre essa avaliação da língua. Que a nossa língua tem aquele aspecto esbranquiçado às vezes né, adianta escovar em alguns desses casos?

 Às vezes tem também uma sensação de boca seca, mau hálito, enfim é normal isso?

Quando que a gente pode Procurar uma orientação nesse sentido?

Doutora Milene: Isso pode ser normal, você está falando com a pessoa certa então. Vamos lá! 

A língua, ela é o tapete da boca, o local onde se acumulam e se proliferam milhares de bactérias. 

Grande parte das pessoas não incluem os cuidados diários de  higiene oral, a limpeza da língua e muitos que acreditam estar fazendo essa higiene, não fazem com a técnica e instrumento correto, permitindo assim o aumento desse  filme ou saburra lingual com o passar do tempo.

Nas minhas consultas eu realizo avaliação do grau de saburra lingual de todos os meus pacientes, e quando o resultado obtido é mais alto do que o ideal, então traço um plano de tratamento como meu paciente nos cuidados de higiene individualizado para cada caso.

A causa do mau hálito é 90% de origem bucal. E grande parte vem das bactérias patogênicas que estão nessa saburra lingual, porque elas ficam acumuladas principalmente no dorso posterior da língua que é a parte mais difícil de ser higienizada. 

É onde então se esconde, então fica aquele aspecto de língua esbranquiçado que você falou, essas bactérias que estão ali presentes nessa burra, elas sintetizam o material que estão na cavidade oral,  e liberam os sulfurados voláteis  que causam o odor desagradável. 

Esse temido bafo.

Normalmente nós não sentimos o nosso próprio hálito devido a fadiga olfatólica, que é  o fato de nós nos acostumarmos ao nosso próprio cheiro.

Por isso, é importante que alguém da confiança, para alertar a procurar ajuda com um profissional qualificado para descobrir e tratar a causa desse problema.

Não dá para acreditar em produtos milagrosos da internet sabe,  sempre eu recomendo primeiro avaliar com dentista especializada em halitose,  pois como eu falei anteriormente 90% dos casos são de origem bucal e apenas 2% de origem estomacal bem diferente do que a maioria acredita.

A maioria acredita assim que é do estômago e procura um estomatologista..

Então, mas isso é comprovado, apenas 2% são de origem estomacal, então após a avaliação completa o dentista  poderá encaminhar para outra área quando a etiologia for multidisciplinar. 

Existe também a halitose fisiológica. O que é a halitose fisiológica? É aquela quando ficamos em jejum prolongado,  ou seja quando acordamos por exemplo. 

Esse tipo de halitose, ela é normal e todos vamos sentir em algum momento da vida. 

Então fique tranquilo, se você já sentiu ou sente esse tipo de mau hálito às vezes tá.

Mas ele vai embora após nos alimentarmos. Não é um problema contínuo, diferente da halitose real.

E quanto a  sensação de boca seca é um importante sintoma a ser investigado.  Isso daqui a gente pode poderia ficar falando muitas horas sobre as funções da saliva e seus inúmeros benefícios para a saúde em geral. 

Agora o que eu posso trazer hoje de mais relevante é, que através da sialometria, o exame salivar que eu realizo no meu consultório, podemos descobrir se a sua saliva está sendo produzida na quantidade e qualidade ideal.

Caso o resultado for abaixo do ideal e confirme os sintomas de boca seca,  você certamente estará muito mais suscetível e exposto a doenças e proliferações bacterianas, bem como se  essa pouca salivação, que a gente chama de hipossalivação, ela pode estar associada também a mau hálito. 

A saliva é responsável pela nossa imunidade bucal além de outras funções, como a autolimpeza da boca, neutralização do PH bucal e dos ácidos produzidos pelas bactérias patogênicas. 

Então, é a saliva que faz a neutralização. A neutralização dessas bactérias, promovendo também um equilíbrio ali, um equilíbrio microbiano na boca.

Assim a saliva age também na digestão do alimento, bem como proporciona a lubrificação e o conforto da nossa boca.

A boa notícia é que podemos melhorar essa condição, e devolver uma salivação de melhor qualidade e também quantidade. 

Sabe aquele famoso ditado, que a saúde começa pela boca, pois bem e isso é de fato real mas é muito mais abrangente do que somente pensarmos em mastigação e sorriso bonito.

Sensibilidade nos Dentes

Wilson: E aquele famoso desconforto nos dentes, aquela dorzinha chata que pode ser uma cárie. O que a gente deve fazer quando ocorrer?

Doutora Milene: Certo,  todo e qualquer tipo de desconforto nos dentes ele deve ter investigado. 

A gente sabe que agir rapidamente pode evitar danos maiores.   

O tratamento precoce ele tende a ser menos doloroso, menos invasivo e também menos oneroso para o bolso do paciente.

Recomendo que marque uma consulta com um dentista o mais breve possível.

Somente ele poderá examinar adequadamente os seus dentes, realizar solicitar radiografias necessárias e chegar ao diagnóstico preciso do seu caso ou desse desconforto.

Se for uma cárie de profundidade superficial ou média o tratamento normalmente envolve a remoção do tecido afetado, o tecido cariado e posteriormente a restauração desse dente.

É importante ressaltar que a cárie é uma doença assintomática, na maioria das vezes o paciente não sente nada e somente vai vir a sentir dor quando a cavidade já está profunda, ou seja quando já está próximo ao nervo do dente ocasionando a conhecida dor de dente.

Essa dor de dente ela é de etiologia endodôntica,  quer dizer que é de origem do canal do dente.

Daí a indicação será o tratamento de canal. Ou seja, que é um procedimento mas invasivo mais destruidor e oneroso também, do que aquele primeiro caso da cárie mais superficial.

Wilson: Em relação a sensibilidade dos dentes por exemplo, frio, calor doce, que também parece ser bem comum, é motivo de preocupação?

É bem comum mesmo a sensibilidade dos dentes ao frio ou durante a escovação por exemplo, pode ser um sinal de diversos condições como: retração gengival, um esmalte desgastado por erosão ácida ou lesões cervicais não cariosas ou até mesmo na cárie radicular uma cárie ali mais próxima a raiz do dente.

É importante informar ao seu dentista sobre essa sensibilidade na consulta, porque às vezes eles nem perguntam nada e o paciente esquece de falar.

Então é importante sempre ressaltar informando aonde está sentindo, e o momento que se sente, se é ao frio ou um doce.

Eu sempre faço uma boa anamnese para conhecer melhor o meu paciente e as suas queixas.  

É ali que a gente descobre esses detalhes.

E realmente a sensibilidade é um desconforto que acomete muita gente.  O dentista deve avaliar a situação, identificar a causa e recomendar o tratamento adequado.

Então assim até a consulta, se você está  sentindo sensibilidade, evite as  bebidas extremamente frias  e doces também.

Considere a opção de utilizar alguma pasta para sensibilidade, essas que tem mesmo no mercado. Na maior parte dos casos ela ajuda no alívio do incômodo e pelo menos até o dia da consulta vai dar uma amenizada.

Eu indico utilizar também um pouco desse exercício de uma pequena quantidade da pasta sobre as regiões com maior sensibilidade, com o dedo  ali na região próxima. Normalmente é próximo a gengiva e deixar agir por um minuto antes de fazer a escovação dos dentes com a pasta.

Tem outra coisa, quem tem sensibilidade precisa prestar bastante atenção e diminuir a força aplicada durante a escovação  e usar sempre escovas mais macias.

Wilson: É muito importante, é uma ótima dica para mim porque normalmente eu uso não uso assim eu uso as cerdas mais durinhas.

Doutora Milene: Você pode estar com certeza  prejudicando, porque as cerdas duras ou médias elas podem dar a falsa impressão de remover, de limpar melhor os dentes, mas elas vão ocasionar desgaste aumentando por exemplo a sensibilidade para quem tem sensibilidade, entre outros problemas às vezes. 

É um assunto bem relevante. Quando eu converso com os meus pacientes no consultório, eu vejo que as pessoas se enganam muito escolhendo esse tipo de escova, então fica mais uma dica aí. 

Clareamento Dental

Wilson: Uma outra curiosidade que eu tenho é com o clareamento dental, como é que funciona o procedimento que hoje em dia tá na moda aí muita gente fazendo clareamento? 

Não é legal mesmo? quem não quer ter um sorriso daqueles que aparecem nos comerciais. 

E o clareamento dental é um procedimento bem popular para melhorar a aparência dos dentes, ele é muito procurado. 

Tem muita gente que vem ao consultório querendo realizar.

Ele pode ser feito de duas formas:  É o clareamento no consultório e o clareamento caseiro, feito em casa.

O clareamento feito no consultório, o dentista aplica o gel clareador nos dentes que é ativado como uma luz especial.  

Já no clareamento em casa você usará uma moldeira  que é adaptada, uma moldeira feita especialmente para você com o gel esse mesmo gel só que numa concentração um pouco mais baixa.

Esse esse tipo de gel, ele é feito para clarear o dente de dentro para fora. Então no tratamento caseiro você vai usar por um período que vai ser determinado pelo dentista, uns dias. 

E vai retornar para fazer o controle. 

Ambos os métodos  usam o peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida para promover esse clareamento e ambas as substâncias, podem causar ou aumentar a sensibilidade dentro na área.

Isso é interessante, muitas pessoas querem fazer o clareamento, mas quem sofre de sensibilidade precisa antes resolver esse problema, se não vai aumentar. 

Então é importante discutir com seu dentista qual opção é melhor para você levando em consideração a sua saúde bucal e seu histórico.

E essa famosas pastas, que hoje se fala bastante sempre existiram, mas agora está bastante na moda para clarear os dentes e na grande maioria não apresentam nenhuma substância realmente clareadora na sua composição.

Elas normalmente contém partículas abrasivas e podem sim remover manchas superficiais, sabe que estão ali no esmalte, mas elas também desgastam o esmalte dental, ou seja não clareia de verdade. 

Como eu falei antes, o clareamento é de dentro para fora, isso vale também para pastas que contém carvão ativado, bicarbonato por exemplo.  

E essas duas substâncias são abrasivas e destroem micropartículas do esmalte.

E aí gente, é importante saber que esse esmalte, o esmalte do dente que é essa última camada, ela não é produzida naturalmente pelo nosso corpo, então quando é perdido não é mais possível recuperar.

Wilson: É então a combinação da escova errada com a pasta errada pode causar muito mais problema do que a gente imagina.

Um outro ponto aqui que eu gostaria de te perguntar é sobre os implantes, fale um pouco dessa opção para quem tem algum dente faltando, está com autoestima um pouco baixa sabe, um bom sorriso muda completamente. 

Implantes Dentários

Doutora Milene: O que é o implante? O implante, ele é uma estrutura de titânio, um parafuso totalmente biocompatível com os nossos tecidos. Então esse implante é inserido no osso da maxila ou da mandíbula onde esta região, é por exemplo, região sem dente. 

Vai estar agindo como uma raiz artificial, e sobre esses implantes é colocado uma coroa. 

É a coroa protética, e ela que vai se assemelhar a um dente natural. 

O processo envolve algumas etapas, incluindo a cirurgia do implante, prótese provisória e concepção da coroa definitiva. 

E os implantes realmente  proporcionam estabilidade, função mastigatória e estética também,  porque eles ficam muito semelhantes, é o que fica mais próximo ao dente natural. 

No entanto, não são todos os pacientes que são candidatos a implantes. 

Então o planejamento ele também pode indicar a necessidade de outros procedimentos prévios como por exemplo, enxertos ósseos ou  de preenchimento. 

Para que isso? Para que o implante cicatrize adequadamente ou seja para que ocorra essa ótima integração do implante e o osso.

Também pode ser indicado o uso de próteses provisórias que são próteses prévias a reabilitação definitiva fixa sobre os implantes,

Cada passo é individualizado e por isso é importante consultar um profissional especializado em implantodontia.

Doença Periodontal

Wilson: Vamos lá então, como se previne a doença periodontal. Aliás, o que seria essa doença?

Doutora Milene: A doença periodontal, eu adoro esse assunto. 

E o que seria doença periodontal? Um quadro inflamatório infeccioso que acomete os tecidos de suporte dos dentes.

Em casos avançados leva a perda dentária. 

A ação bacteriana nessas estruturas se inicia pelo acúmulo da placa na superfície dentária.

Então assim, o tratamento periodontal e a sua manutenção, para os casos que já são diagnosticados com perda óssea, é fundamental para garantir a permanência com função e saúde dos dentes em boca.

Porque não adianta nada os dentes fora da boca. 

Todos os meus pacientes passam por uma minuciosa avaliação periodontal antes de realizar qualquer procedimento estético ou reabilitador por exemplo.

E de nada adianta a gente estar realizando implantes por exemplo em uma região onde os dentes vizinhos estão com problemas periodontais. 

Além de não estarmos devolvendo saúde estamos colocando em risco o sucesso a longo prazo. 

A gente pensa a longo prazo, não resolver naquele momento.

A saúde precisa ser restabelecida e a causa da doença ser tratada da maneira correta, para assim a gente garantir sucesso nos demais tratamentos, tanto estéticos, como restaurações. 

Então sempre é necessário fazer avaliação periodontal, antes de realizar uma prótese ou  alguma coisa nesse dente ele tem que estar em condições periodontais para receber esses tratamentos.

Algumas dicas que eu posso dar por exemplo para prevenir essa  doença periodontal ou periodontite inclui você manter um adequado controle da placa bacteriana após você fazer a limpeza remoção do tártaro no dentista. 

Fazer essa manutenção conforme indicado pelo profissional.

Eu indico sempre o uso de escovas macias ou extra macias, fio dental ou escovas interproximais, e para alguns pacientes essas escovas auxiliares,  são essenciais para fazer a remoção dessa placa bacteriana que fica entre os dentes.

Ter uma dieta equilibrada e balanceada também é muito importante, evitar excesso de açúcar, alimentos processados, tudo isso vai ajudar na saúde geral e na resposta do organismo a esse tipo de problema. 

Outra coisa importante é ingerir quantidade de água adequada ao peso  e isso uma coisa bem individualizada também não é feito em dois litros de água. É considerando o peso  para a quantidade indicada diariamente. Então há necessidades diferentes para cada um. 

Outra coisa importante  é consumir mais alimentos crus, mais alimentos fibrosos que estimulem a mastigação.

Isso fará que as glândulas salivares produzam mais saliva, aumentando Inclusive a qualidade dessa saliva e aumentando a sua imunidade.

E como eu já falei a saliva é responsável pela imunidade bucal além dela fazer a autolimpeza da boca, neutralização dos ácidos produzidos por essas bactérias patogênicas, vai também fazer o equilíbrio entre as bactérias orais.

O que eu quero dizer sabe é que uma salivação ideal podem impedir a proliferação dessas bactérias patogênicas no meio bucal como por exemplo as bactérias que causam uma doença periodontal. 

Então é importante salientar que a condição periodontal alterada também provoca mau hálito. 

Outra dica é evitar fumar, pois o tabaco é um fatores de risco para doença periodontal. 

Ficar alerta sabe,  a sinais de gengivite, que  é a gengiva inflamada, sangramento gengival ao escovar os dentes  por exemplo, são relevantes para buscar ajuda profissional preventivamente. 

Recomendo consultas regulares com o dentista, atento a esses detalhes e que possa não apenas tratar a doença já estabelecida mas descobrir a causa do problema e devolver saúde bucal de verdade. Percebe como a saúde bucal é importante?

Eu converso muito com meus pacientes sobre hábitos alimentares, rotinas,  e dou dicas. 

Lógico, alguns casos eu preciso encaminhar para o  nutricionista,  mas já sai da minha consulta com dicas muito valiosas para sua saúde e para ter alteradas assim que chegar em casa.

São coisas bem simples do dia a dia mesmo e são essenciais para a gente chegar a um resultado melhor e os pacientes percebem isso. 

Wilson: Que bom, muito bom. Então finalizando uma última.

perguntinha que eu gostaria de fazer qual seria a sequência ou intervalo ideal para se fazer uma visita ao dentista?

Visitas ao Dentista

Doutora Milene: A periodicidade dessas visitas ao dentista é essencial para a gente manter a saúde bucal das pessoas. 

Não tem como fazer de outra maneira a não ser indo ao dentista e seguindo orientações.

É como eu sempre gosto de alertar “seu tratamento preventivo é melhor do que o tratamento precoce, que é melhor do que o tratamento invasivo”. 

Então a prevenção vai ser sempre a melhor escolha. 

Recomenda-se para a maioria das pessoas realizar a consulta de rotina a cada seis meses, mas isso também pode variar dependendo das necessidades individuais e de histórico de cada um. 

Algumas pessoas podem precisar de visitas mais frequentes, especialmente aquelas com maior risco de problemas dentários como por exemplo a doença periodontal, ou cáries recorrentes ou os pacientes que estão em tratamento odontológicos, estão realizando os procedimentos.  

Então as consultas vão ser mais frequentes.

Durante as consultas de rotina o dentista deverá realizar essa avaliação completa e muitas vezes solicitar radiografias para complementar o exame clínico dos dentes.

Como falei anteriormente na odontologia humanizada nós vamos muito além dos dentes para conhecer o paciente como um todo e poder prevenir problemas dentários, doenças dentais, identificando os primeiros sinais e sintomas, prevenindo a progressão dos seus problemas, sendo sempre um tratamento mais simples e eficaz do que aquele o tratamento mais invasivo. 

Então, a regra geral é agendar consultas a cada seis meses, mas seguir sempre as orientações do dentista para garantir que sejam visitas adequadas às suas necessidades.

E se você tiver ou sentir algum desconforto ou alguma dúvida entre essas consultas de rotina não exite  em marcar uma visita extra para avaliação e adequada orientação. 

É isso que eu recomendo.

Wilson: Muito bom, muito bom, perfeito. No meu caso eu já tô atrasado então eu tenho que marcar já o exame da saliva e minha visita.

Terá um atendimento humanizado. 

Ótimo gostaria de agradecer o seu tempo sua presença seus esclarecimentos, muitíssimo obrigado pelo pelo seu tempo e pelo esclarecimento. 

Para mim foi muito útil e acredito que para muita gente que vai assistir também vai ser útil essas informações. 

atendimento odontológico

Sem mais dúvidas concluímos a nossa entrevista muito esclarecedora com  a especialista em odontologia humanizada Doutora Milene. Queremos agradecer imensamente por compartilhar conhecimento valioso, as suas dicas sobre a saúde bucal e esperamos que as respostas tenham sido úteis e informativas para quem acompanhou.

Como eu disse mais uma vez para mim foi muito esclarecedor, essas informações e é isso lembre-se de cuidar da saúde bucal, é essencial para uma vida saudável com qualidade além da alimentação e se tiver mais algumas perguntas ou precisar de orientação adicional entre em contato com profissional de odontologia qualificado.

Nós aqui indicamos a doutora Milene da Dentale Clínica Odontológica de Florianópolis, porque conhecemos o seu trabalho e a dedicação e atenção que ela tem com seus pacientes.

Vejam o link na descrição para conhecer mais da Doutora Milene da Dentalle Clínica Odontológica e do Boxcis em nossas redes sociais e site.

BOXCIS
Autor: BOXCIS

Tudo o que vendemos é o crescimento de sua Empresa.

Compartilhe este Post

Você quer mais negócios?

Ei, somos o Boxcis.

Nosso maior propósito é fazer sua empresa crescer!

Você quer isso para você?

Sobre o Boxcis

O Boxcis é uma plataforma constituída por um diretório de empresas dos segmentos de Comércio, Indústria e Serviços. Tem como base de clientes Associações, Sindicatos, Federações e Confederações Empresariais, que atuam para fortalecer a geração de negócios B2B, B2C, entre os membros participantes dessa grande rede associativista. O Boxcis gera oportunidades para Fabricantes, Fornecedores, Representantes, Importadores, Exportadores e Consumidores para a realização de negócios.

Deixe um comentário

Habilitar Notificações OK Não obrigado